Desculpa


Eu posso ficar muito tempo sem falar com você.
Nosso orgulho às vezes é maior que nós.
Mas basta você encostar em mim que automaticamente
Meu coração derrete, amorna e se rende.
Por pior que seja qualquer briga,
Meu perdão está sempre pronto, basta você me tocar
Com ternura, amor e carinho.

Passar pelo corredor do nosso quarto sem te olhar
Ao mesmo tempo que me dá raiva
No fundo desejo as pressas que a gente fique junto
Que você me pegue de surpresa e  faça amor comigo.

Quando estamos bem fico pensando o quanto ainda
Temos de criança.
Um amor tão lindo que cede a brigas, a birra e a cobranças.

Mas de certa forma essas brigas mantém vivo meu amor
Porque passamos por cima de cada uma delas
Elas são tão pequenas perto do nosso sabor
Nosso doce sabor de vida.

Somos mais quentes, mais fortes e
Até posso dizer que somos como imãs
Que se atraem e são presos a corrente
A uma pequena distância.

Nunca seremos polos negativos.
Meu corpo revela isso pra mim
Mesmo quando minha cabeça nega.
E eu sei que é recíproco.

Desculpa por não pedir desculpa tanta vezes.
Desculpa, desculpa e desculpa.
Eu erro tanto!
Mas ao mesmo tempo te amo fora da proporção.

Não esqueça de sempre me tocar.
Nunca precisará falar mais nada.
Porque eu já entendi.
2 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Quando fui insuficiente e suficiente fui

Amor fechado

Amor a primeira vista