Eu criei um monstro

Todo mundo teve um fase, principalmente quando estava saindo da adolêscencia que começou a se desapegar de coisas fúteis.
Você já não precisa mais ser amigo de todo mundo, usar a roupa que os outros estão usando, o celular da última geração ou encanar naquele boy que faz sucesso entre as meninas.
E é nessa hora que você começa a ser seletiva nas suas amizades.
Chega de fofocas e ficar engolindo "amigas" "guela baixo".
Você então encontra a pessoa perfeita para ser a sua melhor amiga. 
Geralmente não é a menina mais popular e de repente é aquela nerd da primeira carteira da fileira do meio. Você pensa como uma pessoa tão madura pode ser falsa e falhar como amiga?
E aí você se entrega pela primeira vez de corpo e alma a uma amizade.
Você quer só ajudar essa sua amiga.
Você a ensina a se maquiar, empresta suas roupas, da toque para o novo corte de cabelo dela, tira seu buço, sua sobrancelha e fala sobre como comer de forma saudável.
Vocês fazem caminhadas juntas e você indica a melhor esteticista, manicure e enfim.
Apresenta seus amigos de infância e uma galera legal para sair.
Os melhores lugares, baladas e bebidas.
Ela da aprende o que é um "porre" com você, que fica insistentemente ao lado dela, segurando o seu cabelo para ela não se sujar. Fora que muitas vezes quem pagou a conta foi você e deixou ela dormir na sua casa para os pais dela nem sonharem que ela está bebendo.
Você ouve sobre todos os amores, da suas sugestões, abre sua casa, seu quarto e até a senha das suas rede sociais.
Para você, ali está uma amiga irmã que levará para vida eternamente.
Até que...
Até que você descobre que ela morre de inveja de você ou se sente inferior ao seu lado.
Ela começa a se afastar de forma estranha, quando não atende mais seus telefonemas e descobre que ela está "varrendo" meio mundo e nem se quer falou para você.
Ela sai com suas amigas e não te chamou, fora que dividiu com quase todas seus podres e seus segredos.
E para fechar ela quer conquistar sua lista de ex namorados e até mesmo o atual.
E aí querida, seu mundo desaba, porque você acabou de descobrir que criou uma monstra.
Que sabe tudo sobre você, quer ser você e tem tudo para te ferrar. 
Moral da história:
Não é porque tem carinha de santa, que é uma santa.
As vezes só precisa de uma oportunidade para se transformar na sua pior inimiga.
1 comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Quando fui insuficiente e suficiente fui

HUMILDADE ...

Amor fechado