O amor

Quando seu bebê está dentro da barriga, você não tem nem ideia do amor que vai sentir, quando ele nascer.
Ninguém está preparada ou preparado para ser mãe ou pai.
Mas quando ele está para chegar, o coração aperta e a nuance muda.
Você prepara as malinhas, o cheirinho de bebê ja está ali e fica tão indecisa sobre o que levar, que acaba quase se mudando para a maternidade.
A sala de parto é tão fria, tão vazia de vida que não dá para imaginar que será um momento mágico.
Até que ele chega, criasse um vácuo na sala, as partículas de amor se formam naquela atmosfera.
E seu coração acelera, ansiosa para que ele chore.
E ele chora e você chora junto.
Você não imaginava o presente que a sua barriga guardava dentro de você.
As mãozinhas aveludadas, a boquinha vermelha e os olhinhos inchados.
É a coisinha mais linda, mais sua que você já viu.
Ali nasce um amor.
Maior que tudo.
Maior que você mesmo.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Quando fui insuficiente e suficiente fui

Amor fechado

Amor a primeira vista