Sua inveja



A inveja dói no âmago da pessoa que sente.
É como consumir uma droga extremamente viciante.
Ela te faz escravo, uma forma demasiada doentia de admirar o outro.
Quem tem inveja é expectador desejando que o outro caia.
É uma paixão que faz mal. É desejar censurar sem censura.

Quem é invejado pode se sentir bem
Pelo ibope  mesmo que negativo.
Pode se sentir indiferente ou até triste.

O invejoso acredita  que se a pessoa apaixonada cair se sentirá bem.
Fatalmente a inveja é tão prolixa que o gozo será tão efêmero
Que ele estará na torcida para que o outro não se levante.

O invejoso tem fome de vida.
Da própria vida.
A luz do outro o ofusca e ele se apaga.
Perde tempo, o seu tempo.
Consumindo o do outro.

Eu tenho pena.
Longe de mandar um beijinho no ombro.
Eu desejo que a inveja que alguém tenha de mim se transforme.
Em uma boa admiração e faça uma escolha.
A de  praticar minhas lições positivas.
Eu estou bem afim de ensinar.
Não quero inimigos.
Quero saúde, obrigada !

Pode ser que dessa forma receptiva eu aguce as lombrigas
Da inveja na sua barriga.
Mas eu não preciso desdenhar da dor.
Estarei aberta a cura.

Quem gosta de sentir inveja? Roer as unhas até o talo.
Temos é que nos sentir capacitados e agregar isso á nossa vida.
Sentimos inveja até dos defeitos dos outros, não é só da coragem.
Isso pode te confundir, percebeu o perigo ?

Lembre-se, o mal não começou através do ódio.
Mas da inveja.
Compre remédios para seus cotovelos.
Se morda de vontade evoluir.
Regue a sua grama e adube sua vida.

Elogie e admire mais.
Sentimentos estão aqui para serem transformados.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Quando fui insuficiente e suficiente fui

Amor fechado

Amor a primeira vista