Pureza





O que é pureza meu amigo?
Se existe faz o favor de me mostrar.
Não é que eu acredite só em inimigo.
Mas em pureza eu nunca pude acreditar.

Puro é algo transparente
Então não podemos falar de gente
Não tem nenhum que me apresente
Que seja intocado pelos indecentes.

As crianças desde o ventre
Colhem a semente
Que plantamos, colhemos e sentimos
No tempo e no espaço corrente.

Não existe coerência na pureza
Até encontro na beleza
De um olhar sincero
Mas que é tocado pelo amor, espero.
Então não é mais puro.

Puro é nada ser
Puro é indiferente

Ei acho que sei o que é puro.
É quando nada é diferente.
É quando tudo entra na nossa mente
E é indiferente ao gostar.

Quando podemos aceitar
O outro no seu pensar.
Na sua cor, no seu falar.
No seu gosto e no seu amar.

Pureza é aceitar.
Aqueles da sua espécie.
Sem brigar.
Sem guerra criar.
A pureza chega,
Sim!
Ela chega inocente.

Sejamos mais puros então!
E que abra o portão.
Pra que não seja preciso navegar
Em um oceano de ilusão.
Que insiste em me afogar.

2 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Quando fui insuficiente e suficiente fui

Amor fechado

Amor a primeira vista