Sua fraqueza, seus problemas.

Tenho certeza que a passagem que você notou primeiro foi a de pedras.
E nem reparou a porta de madeira ao fundo.
Incansavelmente longe aos nossos olhos.

Assim tratamos os obstáculos da nossa vida algumas vezes.
Um porta, ao longe, pequena e quase impossível de passar.
Como uma pessoa tão grande, com tantos problemas pode passar por uma porta tão pequena
Que representa minha cura ou a resolução dos meus problemas ?

Logo percebemos que não é a porta ao longe ou o problema em si que te limita.
Mas a perspectiva que se olha.
Transformamos certas situações em impossíveis e nem se quer damos o primeiro passo.

E a cada passo mais perto a porta vai ficando.
A cada passo mudamos a perspectiva e ai alcançamos a porta.
E percebemos a grandiosidade dela, ao ponto que passamos sem nenhum constrangimento.
Bastou caminhar.

Não tranque uma passagem sem a prerrogativa do seu andar.
De o passo em direção a porta.
Chegar será vencer.
Mas cada passo é um mérito.
Um transformação.
Uma nova perspectiva.

E a cada atravessar outras e outras e outras passagens surgirão.
Mas seu caminhar estará mais treinado.
E sua coragem também.


Não desanime!
Não se tranque.
Não aumente seus problemas.
1 comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Quando fui insuficiente e suficiente fui

Amor fechado

Amor a primeira vista