VIVO

Quem é você?
O que quer de mim?
O que quer da minha vida?

Eu estou aqui nesse acolhedor escuro.
Esse escuro quente.
E quem é você que grita?
Que fala sobre corpo
E esquece que tenho alma.

Eu vivo.
Eu sou.

Eu vou morrer?
Ou vão me matar?

Por que?

Eu sou tão independente.

Meu coração bate involuntariamente.

Eu durmo.
Eu acordo.

Acordo e choro.

Sinto.

Você não me quer.
Mas eu quero tanto...

Quero ser.
Viver.
Amar.

Comer ou não.

Não importa.


Me deixa sentir o sol.
Ver o céu.
Ouvir sua voz.

Deixa.

Você é forte e não vou atrapalhar.

Não por muito tempo.

Dê.
Me dê.
Alguém pode me ensinar...

A amar.

Me perdoa.
Te perdoo.

Do seu.
Sem ser. 
1 comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Quando fui insuficiente e suficiente fui

Amor fechado

Amor a primeira vista