As facetas de um fim

O amor me machucou muito
Na realidade sangro até hoje.
Aquela noite que conversamos
Sobre o quanto eu estava perdida em meus problemas
E você já não tinha paciência e nem compreensão para esperar
Talvez ansioso demais pelo medo de não viver.

Fizemos mal um para outro,
mas não por falta de amor
O que aconteceu não há explicação
A não ser o estresse, o cansaço
A vida.

Ainda bem que tenho meu travesseiro para chorar
Chorar o silêncio que engulo desde então.
O vazio que você deixou.
O passado pode doer, mas ele é meu refúgio
Então dou graças por ele ter existido.
Porque me desligo de tudo.
E volto para seus braços.

Beijo sua fotos, que estão escondidas
Nas minhas caixas de jóias
É lugar perfeito, para aquilo que foi mais precioso
em minha vida.

Parei de evoluir, porque você era a pessoa
Que eu mais admirava.
Rezo para os céus devolverem meu sorriso
Mas ele sempre me diz que está com você
Rezo para estrelas devolverem meu brilho
Mas elas dizem que está dentro do seu coração.

Eu espero que em meu caminho,
eu ainda alcance suas mãos
Dessa vez eu vou segurar
Da forma mais apertada.

E não importa quais serão nossos problemas
Não te deixarei ir de novo
Eu ainda te amo


Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Quando fui insuficiente e suficiente fui

Amor fechado

Amor a primeira vista