Decisões

Eu decido se serei feliz com o pouco ou com o muito que tenho.
Eu decido se meu pouco é muito e se está bom
Eu decido se farei algo acima disso

Eu decido se me transformarei
Eu decido se darei mais amor ou se vou querer pedir por ele
Eu decido se vou ser romântico como poeta ou discreto como aquele tímido
Eu decido se serei amargo, rude e grosso ou se serei doce, paciente e educado

Eu decido se me deixarei enganar
Eu decido se me influenciarei
Eu decido se fumo, bebo ou uso drogas
Eu decido se fico careta, corro e jogo bola

Eu decido se como carne e decido se sou vegano
Eu decido se uso concreto, planto uma árvore ou espalho lama
Eu decido se tenho caráter, se sou amigo, se sou bacana.
Eu decido se sou desonesto, se agrido e roubo

Mas eu só decido se sei quem sou
Se tenho consciência do meu mundo
Se não sou doente da mente

E se eu decido eu tenho consequências
E eu não decido se estou preparado para enfrentá-las
Nesse caso eu descubro
Na marra.
Pense!
A decisão é sua.
No final é tudo entre você e o que acredita.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Quando fui insuficiente e suficiente fui

HUMILDADE ...

Amor fechado