Lidando com a ex do amado (em poesia)

Ah sem crise !
Ex só não é reprise, não priorize!
Não frise o grise do seu cabelo.

Ter raiva de ex é quase enviar uma carta
Sem selo
É beber coca cola sem gelo
Ela desconhece a sua existência
Não sabe da sua essência

O que você quer disputar?
Que jogo quer ganhar?
O objetivo não é seu namorado?
Então você já ganhou o amado.

É ciúme do passado?
Que ciúme endossado
Vai me dizer que nunca teve namorado?
Tenho certeza que seu amado
Está desinteressado!

Se você está amando
Não é para ser feliz?
Não fica caçando, então
Motivo para ser infeliz.

Agora se é ex que bate na porta
Com aquela cara de morta
Liga sem pestanejar
Tenho algo para te aconselhar:

Deixa-a mais morta se você não ligar
Não de ibope para ninguém te irritar
E se alguém perguntar
Finja que você nunca ouviu falar
E se alguém falar que ela está a ligar
Diga: coitada é dor de amar
Já vai passar
Deve ser difícil ver em mim
A impossibilidade de voltar
Porque agora ele não quer nem me largar
Não importa quem venha o procurar
Não preciso nem me preocupar

E se falarem que ela fala mal de você
Responda:

Hoje minha beleza a incomoda
Eu sei, eu sei...
Eu sou foda.
Será que ela quer umas dicas de moda?
Ninguém precisa ser inimiga
Amiga!
Não somos parecidas de rosto
Mas temos o mesmo bom gosto.
Mas esquece o moço.
Não cai no fundo desse poço.

Água mole em pedra dura.
Nesse caso não fura
Vai te deixar mais insegura
Com a nova ruga
Que pode surgir

Aceita!
Que dói menos!







Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Quando fui insuficiente e suficiente fui

HUMILDADE ...

Amor fechado