O primeiro Cordel

O meu primeiro cordel
Só poderia começar
Falando de amor e fel
Corpo e alma a procurar
Palavras feitas de mel
Para eu me expressar

Procurando não achei
Palavras para dizer
Todos lugares que passei
Ninguém me fez perceber
De amor nunca saberei
Talvez não deva saber

De repente percebi
Logo depois que avistei
Que depois que eu te vi
Entendi onde que errei
Amor não é descobrir
Afirmo que hoje sei
Pude finalmente sentir

Comentários

Luisa Carvalho disse…
Para primeiro,começou mui bem seu cordel!Parabéns!
Deixo um beijinho poético e sinta-se abraçada. PAZ e LUZ...sempre...
Luísa Zacarias

Postagens mais visitadas deste blog

V de vida

Quando fui insuficiente e suficiente fui

Ao meu sinal