Eu e o balanço

E chega uma hora que só resta você e o balanço
Pra fugir do desespero e do ranço
Que te intriga, que te cansa
então vai lá e balança
Tudo, tudo para fora.

Respira menina
Sente a brisa
Olha por cima
De toda essa bagunça
Perna para frente
Perna para traz
Balança e desfaz
Todo mal
Todo sal das suas lágrimas
E chora
Chora bastante antes de ir embora
Depois canta
Reencanta.
Esquece o desamor
Esquece da dor
Desce então do balanço
E anda
Por que a vida não para
Por nada
Nem por você
Bela.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Quando fui insuficiente e suficiente fui

Amor fechado

Amor a primeira vista