Iluminados

São tantas as delicadezas
Cartas, abraços, olhares e gentilezas
Pitada de amor por onde se é possível passar
Perfume amadeirado, brisa inocente.

Existem pessoas que simplesmente preferem manter
Manter o brilho, a alegria e toda a positividade
Aquelas que colorem, que escutam e impulsionam
Pessoas que pulsam.
Que se enraízam por suas veias
Se conectam com o universo
Meditam sensações.
Pulsam vida.

Que dançam conforme a música
Que se deliciam com uma fruta campestre
Que descobrem mundos em nuvens
Fotografam a beleza de uma folha seca
Oram diante de uma árvore
Assistem uma  joaninha livre no seu voar de flor em flor
Enxergam o que outros não veem
Sentem o que outros não sentem
Vibram como outros não vibram
São música.
São crianças de alma gigante.
São artistas.
Iluminados.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Quando fui insuficiente e suficiente fui

HUMILDADE ...

Amor fechado