Talvez

Se permita parar um pouco...
Talvez você perceba que está sozinho.

Desvalorize um pouco seus deveres.
Talvez você sinta frio.

Procure à sua volta alguém...
Talvez você se lembre de mim.

Lembranças surgirão ...
Talvez você sinta angústia.

Esqueça a nossa distância.
Talvez você se aproxime.

Perdoe meus erros...
Talvez você me procure me entender.

Relembre do nosso começo.
E ai, talvez, você sinta de novo aquele amor.

E se nada disso acontecer...
Permita que eu olhe por um tempo no fundo dos seus olhos.

Ouça o meu coração e não minhas palavras.
Porque, talvez, eu gagueje. 

Eu não conseguirei falar muito, mas terá lágrimas em meu olhos...
Talvez você apenas queira me abraçar.

E se você não quiser entender nada 
Eu quero dizer que eu te amo apesar das minhas omissões e erros.

Talvez você volte...
E reconstruiremos algo novo.

Talvez você volte...
E poderemos perceber nossa maturidade e disposição.

Porque as vezes esse sofrimento foi necessário...
Para perceber o que realmente importa.

Você.
Talvez eu signifique a mesma coisa.

Vem para perto de mim. 

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Quando fui insuficiente e suficiente fui

HUMILDADE ...

Amor fechado